Aconselhamento de Aleitamento Materno

O aleitamento materno previne diversas doenças a nível do recém-nascido e contribui ainda para melhorar a saúde da mãe.

A OMS e a UNICEF recomendam o aleitamento materno exclusivo desde o nascimento até aos 6 meses e a sua manutenção com alimentos complementares até aos 2 anos ou mais.

A amamentação é um processo natural e muitas mulheres o desejam. Contudo, algumas encontram dificuldades tais como práticas hospitalar disruptivas, maus conselhos de profissionais, amigos e familiares e os inúmeros mitos sobre bebé e amamentação. Este aconselhamento fornece informação baseada em evidência científica e pretende encorajar a mulher, restabelecer a sua confiança para quebrar mitos e identificar/solucionar problemas para uma amamentação informada, consciente e harmoniosa.

O acompanhamento poderá ser agendado durante a gravidez ou no pós-parto.

O acompanhamento irá depender das características individuais e especificidades das suas vivências.

Sugestões de actuação:

  • Exploração dos sentimentos dos pais e o desejo de amamentar;
  • Informação e esclarecimento sobre os seguintes temas:
    • Benefícios do aleitamento materno.
    • Riscos da alimentação com leite artificial.
    • Diretrizes da OMS e UNICEF.
    • Medidas facilitadoras de amamentação (Pele a pele, início precoce da amamentação, alojamento conjunto, livre demanda, apoio familiar e na comunidade)
    • Fisiologia da amamentação
    • Colostro
    • Sinais de boa adaptação do bebé à mama.
    • Extração de leite manualmente.
    • Conservação do leite de modo seguro.
    • Complicações relacionadas com as mamas e saber agir de modo a ultrapassá-las.
  • Ajudar a soluccionar eventuais desafios que possam ser identificados durante a experiência de amamentação;
  • Desenvolver estratégias para a manutenção da amamentação no regresso ao trabalho.